Em Foco, Palatorium Walshiano 0

Palatorium walshiano: de 16 de Maio a 4 de Julho

O que mais se destaca neste Palatorium será o ameno entusiasmo por dois dos filmes mais falados do momento: The Eyes of Orson Welles (Os Olhos de Orson Welles, 2018) de Mark Cousins e The Dead Don’t Die (Os Mortos Não Morrem, 2019) de Jim Jarmusch. O mesmo entusiasmo arrefecido pode ser encontrado nas reacções a High Life (2018) da francesa Claire Denis. Salvo pontualmente, o novo e muito falado Lee Chang-Dong, Burning (Em Chamas, 2018), também não deslumbra. Os walshianos não morrem de amores pelos filmes dos israelitas Samuel Maoz e Nadav Lapid. Já o cinema português tem dois filmes para ter debaixo de olho: Terra (2018) de Hiroatsu Suzuki e Rossana Torres e Linhas Tortas (2019) de Rita Nunes. Pior recepção teve o filme, em estreia esta semana, Petra (2018) do espanhol Jaime Rosales.

Em matéria de consistência, podemos falar nos elogiados filmes de Jafar Panahi e Leonardo Mouramateus. Só o walshiano Duarte Mata viu Toy Story 4 (2019) de John Cooley, deixando no ar a ideia de que está aqui o único filme desta temporada com estatuto de “genial”. Aguardamos mais classificações walshianas. Por fim, ficamos de olhos ensopados com uma peça da CNN de Anderson Cooper em que este traça a biografia da sua mãe, a estilista e também actriz americana Gloria Vanderbilt. É o filme “fora da caixa” deste Palatorium e, de todos, o que arranca as notas mais consistentes.

Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe uma resposta