Em Foco, Palatorium Walshiano 0

Palatorium walshiano: de 8 de Outubro a 2 de Novembro


Primeiro, destaque para as estreias em sala nas últimas semanas: os mais mediáticos First Man (O Primeiro Homem na Lua, 2018) de Damien Chazelle e A Star Is Born (Assim Nasce Uma Estrela, 2018) de Bradley Cooper não entusiasmam, e muito menos o mais recente remake de um filme de John Carpenter, Halloween (2018) de David Gordon Green. McQueen (2018), o documentário sobre o estilista inglês, surge com boa classificação, tal como En guerre (2018) de Stéphane Brizé, a segunda colaboração do realizador com o actor Vincent Lindon, que reúne alguns elogios na crítica que publicamos sobre o filme. Além destes, L’apparition (A Aparição, 2018) de Xavier Giannoli (também com Vincent Lindon), The Endless (O Interminável, 2017) de Justin Benson e Aaron Moorhead, e Estiu 1993 (Verão 1993, 2017) de Carla Simón são as estreias com melhores classificações, enquanto que O Caderno Negro (2018) de Valeria Sarmiento, Bad Times at the El Royale (Sete Estranhos no El Royale, 2018) de Drew Goddard [o realizador de The Cabin in the Woods (A Casa na Floresta, 2012)], e Raiva (2018) de Sérgio Tréfaut não convencem. Das semanas anteriores, destaque positivo para Lazzaro felice (Feliz Como Lázaro, 2018) de Alice Rohrwacher e ainda para Happî awê (Hora Feliz, 2015), uma das obras com melhores notas por cá nos últimos tempos: não perca a entrevista ao realizador e a crítica ao filme. Por fim, uma aventura com um guarda-chuva.

 


Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe uma resposta