Em Foco, Palatorium Walshiano 0

Palatorium walshiano: de 4 a 23 de Janeiro


Na mais recente actualização do Palatorium Walshiano há várias novidades na tabela: aquele que é já um dos grandes filmes do ano de 2018, L’amant d’un jour (O Amante de um Dia, 2017) de Philippe Garrel; os candidatos ao Oscar, Three Billboards Outside Ebbing, Missouri (Três Cartazes à Beira da Estrada, 2017) de Martin McDonagh, Call Be By Your Name (Chama-me Pelo Teu Nome, 2017), Mudbound (2017) de Dee Rees e Aus dem Nichts (Uma Mulher não Chora, 2017) de Faith Akin; e as incursões no género, The Disaster Artist (Um Desastre de Artista, 2017) de James Franco, 47 Meters Down (O Mundo do Silêncio, 2017) de Johannes Roberts e The Commuter (The Commuter – O Passageiro, 2018) de Jaume Collet-Serra. Continuam The Killing of a Sacred Deer (O Sacrifício de Um Cervo Sagrado, 2017), Barbara (2017), It Comes at Night (Ele Vem à Noite, 2017), La libertad del diablo (2017), Wonder Wheel (A Roda Gigante, 2017), Una Mujer Fantástica (Uma Mulher Fantástica, 2017), Un betu soleil intérieur (Um Belo Sol Interior, 2017) e também os últimos de Clooney e Polanski. Desta feita há dois intrusos na tabela, o habitual coringa – de rachar ananases –, e outro intruso, uma curta-metragem, que vem nada à piscina dos grandes, Why is Difficult to make Films in Kurdistan (2017). Um dos filmes que o Carlos Natálio mais gostou de ver durante a última edição do Doclisboa.


Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe uma resposta